Como calcular o giro de estoque da minha empresa?

Um dos maiores vilões de pequenas e médias empresas é o estoque. Saber calcular o giro de estoque e administrá-lo é uma forma de melhorar o faturamento da empresa e reduzir o custo de capital de giro.

Quando o estoque é visto como uma área de limbo, esquecida no fundo da empresa, a probabilidade de se entrar numa confusão financeira é muito grande.

Muitos são os empresários que possuem verdadeiros triângulos das bermudas na empresa; pois não sabem quando o produto entra, quando sai, a quanto tempo está parada lá no fundo. Se sua empresa está nesta situação é hora de começar a dar mais atenção à esta área.

O grande problema na gestão de estoque está na falta de equilíbrio entre as vendas e as compras de mercadorias.

Quando o nível de compra é baixo, ocorrem déficits nas vendas, pois o produto não está à disposição do cliente, o volume de pedidos de compra se torna muito alto, etc.

Nestes casos, o fator urgência faz com que a empresa perca oportunidades de negociação, efetuando compras com valores mais altos do que poderia conseguir se tivesse mais tempo para negociar.

Quando o inverso ocorre – o volume de compra é maior que o volume de vendas – há um inchaço no estoque, produtos parados, perdas por vencimento, capital de giro estagnado, aumento nos custos fixos da empresa, etc.

Uma maneira muito prática e eficiente de identificar se o seu dinheiro está parado no limbo ou se está deixando de render mais é calcular o Giro de Estoque, índice que, nada mais é, do que a quantidade vendida em um determinado período do estoque mantido pela empresa.

Por que automatizar minha empresa?

Existem duas formas de se calcular o Giro de estoque: Pela quantidade (no caso de empresas que possuem um mix pequeno); ou pelo valor do estoque (indicado para qualquer tipo de estoque):

Como calcular o giro de estoque com base nas quantidades em estoque e quantidades vendidas

O estoque médio de uma loja de produtos eletrônicos é de 400 controles de portão eletrônico e a empresa vende 3.600 controles por ano. O giro de estoque dessa empresa é calculado dividindo 3.600 por 400, resultando em 9 giros no período. Isso significa que os produtos são renovados 9 vezes durante o ano.

Nem sempre o estoque é formado por um único tipo de produto. Aliás, na maioria das vezes ele é composto por materiais pequenos e grandes, caros e baratos.

Nesses casos, podemos calcular o giro de estoque de várias formas, entre elas, utilizando o custo de compra no lugar da quantidade de produtos.

Como calcular o giro de estoque com base no valor do CMV e valor do estoque

Vamos imaginar que cada controle custe R$ 6, a preço de compra. O estoque médio a preço de compra é de R$ 2.400 e o volume de vendas ao ano é de R$ 21.600 a preço de compra. O número de giros do estoque será de 21.600 divididos por 2.400, igual a 9 giros ao ano.

Nesses exemplos de cálculos, se o resultado for menor do que 1, teríamos uma indicação de que alguns dos produtos que iniciaram o ano na prateleira, ainda estão lá.

Agora, para saber o tempo médio (TM) de giro do estoque, basta dividir o número de dias em um ano (neste caso), pelo número de giros.

Como calcular o tempo médio de giro de estoque

365 dias divididos por 9 giros, igual a 40,5 dias. A loja de produtos eletrônicos “girou” seu estoque de controles em média 9 vezes ao ano e o fez a cada 40,5 dias.

Entre as vantagens de um estoque com alto giro, destacam-se:

• O produto não fica ultrapassado na prateleira;
• Não é necessário muito espaço para armazenamento;
• Em caso de sinistros, como incêndios ou roubos, o prejuízo é menor.

Mas atenção: Se você buscar sempre o menor estoque, corre o risco de perder uma venda por falta de produto. Mas se seguir o conselho popular do “quem guarda sempre tem”, pode ficar com mercadoria encalhada e ultrapassada.

Por isso também trabalhar com estoque de mínimo, caso seja um produto de alto giro, que tenha uma boa margem de lucro ou ainda seja um produto completar – aqueles que são consumidos com outros produto – a exemplo de açúcar que adoça o café.

Como calcular o estoque de mínimo

Supondo que a loja de produtos eletrônicos vende em média 9 controles eletrônicos por dia e o tempo de entrega do fornecedor costuma ser de 6 dias.

O estoque de mínimo será a média de vendas diária (9 controles) vezes o tempo de entrega da mercadoria (6 dias). Logo o estoque de mínimo será de 54 unidades.

Para que você realize um controle de giro de estoque com maior eficiência, agilidade e com menor margem de erro, é necessário que você possua um software completo e, claro, é indispensável que tenha um controle ríspido de entradas e saídas dos seus produtos.

Um controle de estoque online não só garantirá maior agilidade nos processos internos, como permitirá que você extraia as informações relevantes para a sua empresa em poucos cliques.

Como controlar o giro de estoque

Maico Sullivan

Educador financeiro e consultor empresarial. Aficionado por temas na área de administração, economia, tecnologia e política. Formado em administração de empresas e especialista em administração financeira, contábil e controladoria. É editor do Blog Ideias & Finanças, e colunista do Comparabem.com.br e Febrafar.