Gestão de Produção Industrial: entenda como otimizar a sua

Quem lida com gestão de produção industrial se depara com desafios diários, não apenas na rotina de trabalho, mas também na definição de estratégias que visam o crescimento da empresa.

Na área da indústria, as estratégias são enfatizadas tendo em vista o compromisso necessário para manter um bom fluxo de produção contínua, eficaz e condizente com as demandas do mercado. Por isso é tão importante ter uma gestão de produção industrial que busca os resultados mais satisfatórios.

Tal gestão envolve métodos e técnicas que visam desde a capacitação e monitoramento, passando por novas tecnologias a serem implementadas, até o conhecimento e controle específico de cada processo.

Esta análise do andamento interno tem sido essencial para garantir o sucesso e crescimento constante  nas indústrias.

Como você faz a sua gestão de produção industrial? Indicamos nesse artigo alguns caminhos que podem ー e devem ー ser adotados para otimizar  a sua gestão. Confira!

Dicas práticas para otimizar a sua gestão de produção industrial

Logo a seguir, iremos destacar alguns passos que devem ser tomados dentro da sua empresa para que a gestão de produção industrial alcance resultados cada vez melhores.

Esses passos, ou dicas, como você preferir, são simples, mas de extrema importância para o sucesso da organização. Cada um deles busca abarcar uma área dentro da empresa de modo que toda a sua gestão esteja alinhada com os objetivos da mesma.

Mapeamento

O primeiro passo é mapear de maneira efetiva todos os processos realizados pela empresa.

Isto significa que todo, e qualquer, aspecto da indústria deve estar devidamente organizado e, também, de fácil acesso para auxiliar na tomada de decisões de maneira mais eficiente.

Reunir dados sobre as etapas de produção, detalhes dos produtos fabricados, informações dos colaboradores e suas funções específicas são alguns dos pontos principais a serem considerados neste mapeamento.

Desta forma, alguns erros podem ser diagnosticados e corrigidos mais rapidamente.

Na prática, o ideal é reunir estas informações e organizá-las de uma forma de fácil manuseio.

Para tal, é válido usar softwares, painéis, planilhas, gráficos, tabelas dentre outros métodos da sua preferência. Outra ideia interessante é adotar fluxogramas, especificando a linha de produção aplicada.

Com este material em mãos, uma reunião com a sua equipe vai auxiliar na tomada de decisões e na identificação dos problemas que possam aparecer.

Assim, os demais profissionais também terão consciência da situação atual da empresa, e saberão de que forma eles podem ajudar na otimização dos resultados em suas respectivas áreas de atuação.

Naturalmente, tais dados levantados precisam ser atualizados conforme a demanda e monitorados com regularidade.

Planejamento

Diretamente ligado à etapa do monitoramento, um planejamento estratégico eficiente faz com que a gestão de produção industrial dê menos gargalos e apresente resultados mais precisos.

Elaborar um roteiro de produção, baseado nas conclusões levantadas do mapeamento feito anteriormente, ajuda o gestor a determinar, de maneira clara, o que espera de cada membro de sua equipe.

Por isso, a dica é aplicar as ações baseadas no roteiro de produção estabelecido e analisar os resultados das mesmas.

Se os problemas persistirem, ou se os resultados não forem satisfatórios, repete-se o processo, até que o objetivo desejado seja alcançado.

O planejamento também envolve um importante aspecto que está presente em qualquer tipo de administração: o cumprimento de metas.

Um planejamento adequado faz com que as metas estabelecidas sejam realistas o suficiente para serem de fato alcançadas.

Ter objetivos claros, de fácil compreensão e coerentes com a estrutura e a capacidade dos envolvidos, são imprescindíveis e ajudam no ambiente de trabalho.

Metas impossíveis, com prazos inviáveis, podem ter como consequência colaboradores desmotivados, com a moral abalada e, até mesmo, sobrecarregados.

Por isso, o planejamento efetivo também tem ligação direta com a gestão de pessoas, nosso próximo tópico.

Gestão de pessoas

Estimular a motivação dos colaboradores e mantê-los sempre produtivos, é também outro grande desafio para qualquer gestor.

Por isso, em uma gestão de produção industrial eficiente, o trato com as pessoas é muito importante para alavancar resultados.

Várias ferramentas para estimular a motivação podem ser utilizadas e, além disso, o acompanhamento de perto das atividades de cada colaborador auxilia na implementação das mesmas.

Reuniões com os colaboradores, em que se deixe claro os resultados alcançados até então, os objetivos do futuro e o papel de cada um para tal, podem trazer benefícios.

Também pode ser interessante apostar em bonificações específicas para aqueles que geram maior resultado, o que pode impactar e resultar em melhora na produção.

Um bom gestor tem paciência, sabe ouvir e conversar para propor melhorias. Da mesma forma, é necessário que o gestor esteja sempre aberto a sugestões e novas ideias que possam surgir.

A capacitação dos profissionais é mais um método usado em diversos lugares e cumpre um bom papel na otimização da gestão de produção industrial.

Este tipo de investimento moderniza o ambiente de trabalho e torna os colaboradores mais competentes e comprometidos com os processos adotados.

É importante ressaltar que as capacitações não podem ser apenas exclusivas aos colaboradores. O gestor também deve sempre se atualizar, se preparando para as mudanças do mercado.

Redução de custos

A redução de custos auxilia no planejamento, além de minimizar a possibilidade de desperdício de recursos.

Com o mapeamento correto, e o planejamento adequado, é possível fazer os cálculos corretos para avaliação de como reduzir os custos.

Em sequência, o gestor vai ter em mãos os valores necessários para o cumprimento de cada tarefa, e vai conseguir otimizar os gastos para um melhor aproveitamento dos recursos.

Para estas técnicas serem aplicadas, de fato, é essencial ter conhecimentos de conceitos de administração, logística e produção industrial.

Assim, será possível contar com o desenvolvimento de novos processos que dinamizam também a produtividade dos colaboradores.

Um controle eficiente do estoque disponível e uma boa análise de mercado são outros métodos interessantes para se buscar resultados e reduzir eficientemente os custos de produção.

Análise de demanda

Outra dica é entender a sua própria demanda. Analise se é preciso ou não realizar mais compras, se o ritmo de produção precisa acelerar ou diminuir dentre outros fatores.

É importante lembrar que a demanda na indústria é extremamente variável e vive em constante mutação.

Não há necessidade, por exemplo, de manter o mesmo ritmo de trabalho se o mercado não está aquecido o suficiente para tal.

Em uma boa gestão de produção industrial, o nível de fabricação não pode exceder o número de vendas, para que a empresa não corra o risco de perder dinheiro de forma evitável.

Nesse sentido, realizar a análise da demanda é uma tarefa, dentro da gestão de produção industrial, essencial para que a empresa invista, e aproveite, os seus recursos da melhor maneira.

Todos os métodos e etapas, citados no nosso artigo de hoje, estão interligados e devem ser feitos em conjunto, para que se otimize o máximo possível da gestão com o objetivo de alcançar maiores resultados.

Tanto clientes, quanto colaboradores, saem ganhando quando existe uma eficiente gestão de produção industrial.

Como você está fazendo a sua gestão de produção industrial? Agora que você conhece um pouco mais sobre o tema e sabe alguns pontos que deve atacar, conheça nossas soluções e descubra como podemos te ajudar!

Robson Lins

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Campina Grande, CMO na AM3 Soluções, apaixonado por cinema, música e tecnologia.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of