7 tipos de auditoria que você precisa conhecer ainda hoje

As auditorias são ferramentas essenciais para a boa gestão de qualquer empresa e, muitos são os tipos de auditoria existentes e necessárias a serem realizadas. Os gestores precisam conhecer e entender sobre elas para que realizem essa tarefa com a maior eficiência possível.

As auditorias se encarregam de avaliar se as atividades praticadas pela organização estão em conformidade com os parâmetros que foram planejados e estabelecidos previamente.

Você sabe quais são os tipos de auditoria e suas atividades? Separamos algumas para você. Confira! 

O que é auditoria?

Antes de falarmos de fato sobre os tipos de auditoria, é importante que você entenda o que ela é. A palavra auditoria vem do inglês to audit, que significa examinar, ajustar, certificar.

As auditorias têm essa função: realizar exames cuidadosos e sistemáticos das atividades desenvolvidas pelas empresas, olhando para diversas áreas.

Além dos registros e documentos, a auditoria também serve para conferir se as operações condizem com o todo da organização.

No Brasil, a legislação obriga algumas empresas a passarem periodicamente pela avaliação de uma auditoria externa e independente. 

Isso significa que a avaliação não pode ser feita pela própria equipe em um processo chamado de auditoria interna.

Todas as empresas classificadas como de grande porte, com faturamento maior que 300 milhões de reais por ano, ou que tenham ganhos totais superiores a 240 milhões de reais, devem ser auditadas anualmente, enquanto as instituições financeiras e seguradoras devem ser submetidas a auditorias a cada seis meses.

Quais são os tipos de auditoria?

Antes de falarmos de alguns dos tipos de auditoria existentes, vamos explicar sobre os modelos possíveis, que são dois: as auditorias internas ou externas. 

A auditoria interna é realizada por algum colaborador da própria empresa, de forma próxima às diretorias e presidências. 

Sua principal função é averiguar se os processos contábeis, e de controle interno, são efetivos, preservando a coerência entre os procedimentos internos e as políticas definidas pela empresa.

Seu objetivo é melhorar os processos de rotina, atuar na correção de possíveis falhas e monitorar as atividades empresariais.

Já a auditoria externa é feita por auditores independentes, sem vínculo com a empresa auditada. Igual à auditoria interna, sua função também é a de avaliar os sistemas internos da empresa.

Na auditoria externa, o foco principal está em comprovar a veracidade dos dados. Para tanto, o documento final é um parecer técnico que pode ser feito periodicamente.

7 tipos de auditoria

Agora que você entendeu os dois modelos possíveis, podemos falar sobre alguns tipos de auditoria existentes. Separamos os mais importantes para você ficar por dentro do tema!

1. Auditoria contábil 

A auditoria contábil faz a investigação de toda documentação financeira da empresa. 

Esse tipo de auditoria é uma análise criteriosa para avaliar se o patrimônio está sendo gerido de acordo com os direcionamentos e conformidades. Seu principal objetivo é reduzir os índices de improbidade corporativa.

Com a análise dos documentos contábeis, é possível conferir se a conta das demonstrações contábeis é compatível com a situação financeira, econômica e patrimonial da organização. 

Além disso, a auditoria contábil pode identificar situações que tenham prejudicado o patrimônio da empresa, por meio dos registros contábeis.

2. Auditoria financeira

A auditoria financeira se encarrega do trabalho com os valores, ou seja, a garantia que os registros de caixa, extratos, entradas e saídas estejam sempre em dia.

Esse processo envolve também a análise de aplicações e investimentos, buscando com que o dinheiro tenha retorno e não prejuízos para a organização.

Com essa auditoria é possível garantir a eficiência do controle financeiro, dificultar ações que comprometam o caixa da empresa, dar maior segurança aos controles internos do departamento financeiro e apresentar soluções mais adequadas, como a implementação de um sistema de gestão financeiro.

3. Auditoria Fiscal e Tributária

Já as análises tributárias garantem que sejam cumpridos os aspectos fiscais, conforme a legislação.

As questões tributárias brasileiras são complexas, por isso, ter controle sobre as questões legais faz com que as empresas não paguem mais impostos, taxas ou tarifas do que precisam.

4. Auditoria operacional

Nesta auditoria, o objetivo é avaliar e analisar o funcionamento da empresa em suas rotinas, processos e metodologias adotadas.

Ela fornece diagnósticos e propõe soluções voltadas para maior eficiência, economia e eficácia de utilização de recursos. 

A auditoria operacional é uma ampla análise da performance da administração de uma organização.

5. Auditoria de sistemas

Muitas empresas, para melhorarem sua produtividade e desempenho, adotam softwares de gestão e sistemas que ajudam na realização das tarefas.

Dessa forma, a auditoria de sistemas é mais um dos tipos de auditoria possíveis a ser realizada em uma organização.

Aqui, se avalia a eficiência, segurança e desempenho de todas as soluções tecnológicas adotadas.

6. Auditoria ambiental

A auditoria ambiental é parte dos processos e se preocupa com o impacto das atividades da empresa no meio ambiente em que está inserida.

Aqui se verifica se a conduta da empresa e desempenho ambiental corresponde com os critérios estabelecidos da legislação vigente.

A escolha de fornecedores que poluem menos ou que não promovam testes laboratoriais em animais são exemplos de soluções em auditoria ambiental.

7. Auditoria de qualidade

A auditoria de qualidade avalia se os métodos de trabalho e os produtos e serviços estão dentro das normas estabelecidas pela própria companhia.

Além disso, a auditoria de qualidade verifica se a empresa está em conformidade com as normas externas, como as de vigilância sanitária ou normas técnicas, como ISO.

As auditorias são processos muito importantes e induzem a melhoria contínua dentro de uma organização. 

É importante ter em mente que a auditoria não é um processo ruim para procurar erros, mas oferece diversos benefícios e uma visão mais estratégica para as organizações.

A auditoria permite definir os riscos da gestão, dá maior conhecimento a respeito dos processos e controles, previne erros e fraudes e dá maior confiabilidade e credibilidade aos negócios. 

Observar processos, documentos e metodologias utilizadas faz com que se avalie o modo de trabalho, se entenda o que está ocorrendo bem ou não e dá oportunidade de aperfeiçoar os processos.

Você já fez algum desses tipos de auditoria em sua empresa? Aproveite que agora você conhece mais sobre o tema e saiba mais sobre gestão de processos e sua importância!